Rafael Bosco, é especialista em café e especialista em cultivar amizades. Ele relata com grandeza a experiência e gratidão por pessoas que o fizeram se apaixonar cada vez mais pelo café e se apaixonar pelas pessoas e admirar o sonho e a coragem das pessoas que o fizeram permanecer nessa trajetória da arte em transformar a bebida tão singela que é o café em amor, amizade, respeito e admiração! E você já encontrou sua arte? Procure e encontre, a vida é repleta de arte e sonhos, e entre uma conquista e outra tome uma xícara de café!

Você já encontrou sua arte? Por Rafael Bosco

Entenda a palavra arte como a sua paixão, a sua obra, o seu propósito de vida, o que você ama. Eu encontrei a minha há alguns anos (13) e para os mais próximos não preciso dizer muito, eles sabem que a minha arte é o café e todos os caminhos que ele possibilita. E com o café realmente eu já avistei muita arte.
Um coador criado do zero, por exemplo, onde projeto, design, queima da cerâmica e pintura foram feitos por um arquiteto taiwanês que reside no Brasil há alguns anos. Tony Chen é o idealizador do Coador Z e tudo aconteceu após ele provar seu primeiro cappuccino italiano e se declarar apaixonado por café. E então sua arte apareceu para nós.
E que tal reformar uma Kombi antiga e torná-la uma cafeteria móvel. Foi o que fez Alex Pereira Santos, barista há 13 anos, amigo e um cara que encontrou sua arte. Inspirado nos trucks americanos, Alex viabilizou o projeto e se tornou o primeiro a disponibilizar ao Brasil um coffee truck com cafés especiais de extrema qualidade.
Tive a oportunidade de conhecer (e até visitar) o João Chrispim ou JC para os mais chegados. Sua arte iniciou-se quando ao fabricar essa ferramenta pela primeira vez enxergou uma oportunidade no mercado brasileiro que até então não produzia esse tipo de equipamento. Estudou a melhor maneira para distribuir seu produto aos profissionais e ao conhecer um fórum, o clube do café, onde há compartilhamento de idéias e conhecimentos sobre café ficou conhecido e hoje fornece para diversas empresas em todo o Brasil.
E por falar em clube do café, tive o privilégio de poder contar a história de Gilberto Santos, um dos membros do clube do café, engenheiro mecânico de formação, sua arte surgiu a partir de uma leitura de um tópico do clube onde o tema era a construção de um moedor manual, porque a importação desse tipo de equipamento possui alto valor. Ele me contou que não fazia ideia de como era o funcionamento de um moedor e que isso foi um ponto positivo, pois permitiu a ele criar algo do zero sem nenhum tipo de interferência de algum modelo já existente. Depois de alguns protótipos e quase desistindo de seguir em frente ele lançou no mercado um moedor de tamanho menor, batizado de Bravo Mini, um moedor com capacidade de moagem para todos os tipos de método de preparo de café. Após 2 anos e com todos os ajustes necessários para chegar ao modelo do projeto inicial, Gilberto lança ao mercado o Bravo Debut, um moedor maior com lâminas específicas para o método de preparo de café expresso, mas também com vistas para preparo de café coado.

 

Gilberto Santos                   João Chrispim

Alex Pereira Santos                           Tony Chen

Views All Time
Views All Time
396
Views Today
Views Today
1

Website

Follow Me:
Facebook



Posts relacionados

Masculinidade tóxica

Funrural, por Solange Engelmann

Coisas boas, atraem coisas boas! Pode acreditar!

Maçã, glicerina e 5 outros motivos para manter-se conectado!

Palavra, ação terapêutica…

O uso do Ácido Fólico, o recorde de vendas em dezembro…