Artigos Brasil Comunicação Sustentável

Renato e os Índios

Instagram

Renato e os Índios

Quem me dera ao menos uma vez entender Renato, quem me dera!

Ao menos uma vez, uma vez em nossos urbanos dias, lembramos que também somos filhos, netos, pais e filhos dos povos originários, é a nossa origem, o começo de tudo.

Mesmo, que você diga: – Mas meus antepassados vieram da Europa!

Sim, nossos antepassados vieram de qualquer lugar, mas conheceram os povos originários do Brasil e assim multiplicamos, construímos e resistimos em um lugar que ainda se chama Brasil.

Índios, somos todos!

Assumindo um primeiro refrão poético universitário, a musica Índios de Renato Russo, é bonita, mas todos os dias quando acordamos temos todo o tempo do mundo, mas sempre estamos distantes de nossos irmãos indígenas, e o sangue amargo e selvagem dos gananciosos estão matando nossos irmãos.

A manhã está cinza, são as queimadas. O “poder”, destruindo nossas florestas, e nos corroemos por nossa hipocrisia em usar urucum, para temperar o nosso franguinho refogado, e nossos irmãos afogados em fumaça na floresta.

Nossos olhos castanhos estão vermelhos, de sofrimento e covardia, e sim temos medo do escuro, porque os nossos irmãos são a nossa luz, e foi tempo perdido, e já não somos tão jovens e precisamos salvar nossos irmãos.

Nós éramos crianças quando Renato tentava nos avisar, e agora estamos andando distraídos confusos, mas precisamos ainda provar para alguém que nossa geração é capaz de não ser um anjo caído , nos levantar e salvar nossos irmãos!

O infinito é um dos Deuses mais lindos, mas nos aproximamos das Divindades, quando estamos perto dos nossos irmãos.

Nesse momento e sempre, e para sempre precisamos salvar nossos irmãos, e então eles os nossos irmãos também irão nos salvar!

O amor salva, ainda temos a capacidade de amar.

O amor revela, traz a cautela e nos faz forte, e com força que ainda temos, conseguiremos estar junto de nossos irmãos.  

Instagram
Views All Time
Views All Time
69
Views Today
Views Today
4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *