Brasil

Precisamos falar sobre a "PEC da masturbação"

Por Marília Lira

Tenho visto muitas paginas progressistas e  companheiros criticando/ironizando a PEC sem nenhum embasamento. Ela diz respeito a proibição da pornografia gratuita no Brasil e como um dos argumentos coloca, com razão, os perigos do gritante aumento dos viciados em pornografia e masturbação, sendo os mais suscetíveis os adolescentes que ainda estão em fase de formação de personalidade.
Embora eu discorde das motivações conservadoras do deputado que redigiu o texto,  ele tras um debate importante e bem embasado que não deve ser motivo de chacota. Falta sem duvidas na PEC o debate sobre a indústria pornográfica e uma maior fiscalização/proibição da mesma. A direita tem motivações cristãs, conservadoras e morais para a PEC, cabe a nós da esquerda trazer o debate para nosso campo.
A indústria pornográfica é extremamente nociva para as trabalhadoras e trabalhadores da área e para a sociedade. É de conhecimento geral a precarização do trabalho na pornografia, causando as trabalhadoras e trabalhadores dados físicos e psicológicos muitas vezes irreversíveis. Ora, se nos da esquerda lutamos contra a precarização do trabalho é nossa tarefa lutar contra essa indústria que além da exploração do trabalho explora sexualmente suas vítimas.
É também imprescindível que todo militante de esquerda tenha conhecimento dos danos sociais da pornografia. Ela é pilar estrutural da cultura do estupro uma vez que grande parte dos nossos homens tem o início de sua vida sexual na pornografia que distorce a noção de vida sexual saudável muitas vezes humilhando as mulheres, colocando o homem como dominador agressivo. Se é a pornografia hoje uma escola sexual para nossos adolescentes fica a eles a idéia de que sexo é dominação,  abuso, jogo de poder e prova de masculinidade.
Sou a favor da PEC porque sou contra a pornografia e a indústria pornográfica. Sou a favor da PEC porque sou feminista e sei que os danos dessa industria são quase que irreversíveis e sei também que quem sofre são nossas mulheres.
Você que é homem e se considera comunista/ de esquerda, repense. O patriarcado e o capitalismo aplaudem seu pornozinho.
Marília Lira, militante da JPT.
Views All Time
Views All Time
719
Views Today
Views Today
1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *