Artigos

O último imperador

O ano era 1525, Ataw Wallpa (Atahualpa) o Sapa Inca de Tahuantinsuyu herdou de seu pai o reino do norte, enquanto seu irmão Huáscar herdou o reino do sul, dois filhos de Wayna Qhapaq (Huayna Capac), entre outros cem, após 5 anos de governo, lutaram entre si (Atahualpa e Huáscar), e em meio as conquistas e reconquistas, Atahualpa capturou e depois de ter apresentado a vitória, mandou matar o irmão. Dentro das lutas entre reinos e impérios em grande parte da história da humanidade, não há muita diferença entre a “Guerra dos Dois Irmãos” e outras lutas por poder e por liderar o povo. Porém, o governo Espanhol viu ali uma oportunidade de ouro, o ano era 1532, Pizarra viu ali uma oportunidade de dominar o império inca e estabelecer o comando daquela região de forma definitiva.

Atahualpa

No dia 15 de novembro de 1532, Pizarro havia chegado à cidade inca de Cajamarca, onde Atahualpa desfrutava das fontes termais, em preparação para a sua marcha em Cusco, a capital do reino de seu irmão. Pizarro convidou Atahualpa para participar de um banquete em sua honra, e o imperador aceitou. Atahualpa havia acabado de ganhar uma das maiores batalhas da história Inca e, com um exército de 30 mil homens à disposição, ele achava que não tinha nada a temer de um desconhecido branco de barba com apenas 180 homens. Pizarro, no entanto, planejava uma emboscada.

No dia seguinte, Atahualpa chegou ao ponto de encontro, escoltado por milhares de homens, todos aparentemente desarmados. Pizarro enviou um sacerdote para forçar o imperador a aceitar a soberania do cristianismo e do imperador Carlos V. Atahualpa se recusou, lançando uma Bíblia entregue a ele no chão. Pizarro, imediatamente, ordenou um ataque. Com armas de fogo e cavalaria – coisas até então desconhecidas dos incas – milhares foram abatidos, e o imperador foi capturado.

Atahualpa ofereceu uma sala cheia de tesouros pela sua libertação, e Pizarro aceitou. Foram trazidos cerca de 24 toneladas de ouro e prata para o espanhol de todo o império Inca. Embora Atahualpa tivesse pago o resgate mais caro da história, Pizarro o traiu e o acusou de conspiração contra um espanhol, pelo assassinato do seu meio-irmão Huascar e por várias outras acusações menores. Um tribunal espanhol condenou Atahualpa a morte. 

Ao levar a julgamento Atahualpa foi condenado a morte, afinal, para a Espanha e a Igreja Católica, um homem com mais de 100 irmãos que mandou matar o próprio irmão e desposou de várias mulheres não poderia representar um império, além de heresia e outros crimes.

Atahualpa foi julgado culpado de todas as acusações e condenado a ser queimado vivo na fogueira. No momento da execução, Atahualpa aceitou a proposta do padre Valverde de diminuição da pena e aceitou ser batizado para em seguida ser morto por estrangulamento no dia 26 de julho de 1533.

Execução de Atahualpa pelo fogo

A escolha de Atahualpa pelo estrangulamento se deu pela esperança de seu corpo íntegro ser mumificado, como costume de seus antepassados

Morte de Atahualpa por estrangulamento

Após a morte de Atahualpa, Francisco Pizarro nomeia Túpac Hualpa (um dos irmãos de Huáscar e Atahualpa) para acalmar o povo, e esse serviu para estabelecer a extração de minérios das terras incas para o governo espanhol.

Caia ali um império, que se reduziu até a morte de Tupac Amaru, também executado frente ao seu povo, desta vez, buscando sepultar a cultura inca.

Até hoje a localização do corpo mumificado de Atahualpa não foi descoberto.

Views All Time
Views All Time
97
Views Today
Views Today
3

Global Sustentável

Farmacêutico-Bioquímico, consultor em organização de sistemas da qualidade, P&D&I, sustentabilista, protetor de gatos, escritor, e curioso oficial

Website

Follow Me:
TwitterFacebookLinkedInPinterestGoogle PlusFlickr

Global Sustentável
Farmacêutico-Bioquímico, consultor em organização de sistemas da qualidade, P&D&I, sustentabilista, protetor de gatos, escritor, e curioso oficial
http://www.cristianoricardo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *