Brasil Direitos Humanos, Juventude e Cultura Econômia e Política Educação Sociedade

O SILÊNCIO DOS CULPADOS – VIVENDO NA SELETIVIDADE

Por Samuel Marques

De um tempo para cá, os adoradores de Bolsonaro e de sua agenda anti pobre e anti trabalhador, decidiram não falar sobre algumas questões. Vou listar abaixo esses pontos.

 PERRENGUE DE HELOÍSA BOLSONARO – A nora do Presidente decidiu ir para a Internet que está passando perrengue com o salário do marido que é de R$ 33.000,00, e mais os benefícios. Disse até q ir ao Havaí no início do ano foi dureza. Força Guerreira, imagino o quanto está difícil, agora imagina para quem vive um salário mínimo em Belford Roxo. Nenhum eleitor do Presidente falou nada até agora.

 TRUMP E SUA INGRATIDÃO – O Presidente dos EUA decidiu taxar o ferro brasileiro e ainda acusou abertamente o Brasil de estar desvalorizando o Real e atrapalhado os Estados Unidos. A política internacional do Brasil é uma tragédia, até porque ela é baseada no Bolsonaro fala “I Love you” ao Presidente Americano, e só. Silêncio total.

DI CAPRIO, O INCENDIÁRIO DA AMAZÔNIA – Chega a ser uma piada absurda, mas o Presidente em sua live semanal acusou Leonardo Di Caprio de pagar para incendiaram a Amazônia. Primeiro prenderam brigadistas ilegalmente, depois acusou ator de cinema americano. Governar que é bom nada. É uma piada atrás da outra. E silêncio dos “Bolsominions”.

ÓLEO NAS PRAIAS BRASILEIRAS – Depois da demora do Governo em agir em relação a essa mancha de óleo, o Ministro de Meio Ambiente já disse que foram as Ong’s, a esquerda e o Bob Esponja. Não conseguem descobrir de jeito nenhum quem derramou esse óleo. Mas para um governo que acredita que a Terra é Plana, estamos pedindo demais.

NÃO VAI TER CHURRASCO – O preço da carne subiu absurdos, e nesse caso, alguns minions decidiram até defender o alto preço da carne, mesmo não tendo nenhum boi. Agora comem ovo, mas não batem panela. O problema é que na falta de carne bovina, podem começar a pegar o gado do Bolsonaro.

DÓLAR NAS ALTURAS – Esse ponto é ótimo, pq esse pessoal que hoje faz silêncio, diziam que o dólar chegaria a R$1,00 com Bolsonaro Presidente. O Governo na semana passada gastou milhões na compra de dólar, para não ficar pior. Para quem se manifestava dizendo que precisava ir a Disney, acabou se transformando em um Pateta. Agora além de não comprar armas, não compram carne e logo nem pão. Mas no céu tem pão?

DOUTRINAÇÃO DE DIREITA PODE – Agora que Olavo de Carvalho, aquele mesmo que defende que a Terra é Plana e que a Pepsi é feita com placenta de bebês acirrados, virou consultor de programas da TV Escola, estamos no caminho certo. Enquanto atacavam professores de serem doutrinadores de esquerda, o discurso era diário, mas quando a “doutrinação” é para o atual Presidente, silêncio. Vale ressaltar que Olavo de Carvalho se diz Filósofo, mas não tem formação alguma.

GASTOS DO CARTÃO COORPORATIVO – O governo Bolsonaro já gastou mais de 14 milhões de reais com o cartão coorporativo. E não importa quantos os outros anteriores gastaram, para um governo que fica posando de caneta Bic e almoço em bandejão, e demais. E para piorar decidiu contrariar ordem judicial e manter sob sigilo os gastos do cartão, que são pagos obviamente com dinheiro público. A mamata ia acabar?

Amigos, essa é uma compilação muito pequena de alguns assuntos em que apoiadores do Presidente decidiram ficar em silêncio, por vergonha, ou por puta desonestidade. Mas vale ressaltar que por trás disso tudo está um plano que cria cortina de fumaça e que alimenta a letargia de uma parcela significativa da população. A polarização política apresentada e estimulada visa apenas distanciar ainda mais as pessoas do que se necessita realmente debater, enquanto direitos e liberdades são retirados. Nada de fato importa mais do que ultrapassarmos essa bolha de debates para que possamos falar as pessoas, antes que seja tarde demais.

Views All Time
Views All Time
399
Views Today
Views Today
4

Samuel Marques

Professor de História, pai da Beatriz e um flamenguista sem solução. Apaixonado por política, sempre estive engajado nos movimentos sociais, iniciando com o Movimento Estudantil, a minha história de militância. Atualmente, ansioso por debater as questões políticas no país, se conectando com as mais variadas opiniões, e nunca, mas nunca, sem opinião alguma.

Professor de História, pai da Beatriz e um flamenguista sem solução. Apaixonado por política, sempre estive engajado nos movimentos sociais, iniciando com o Movimento Estudantil, a minha história de militância. Atualmente, ansioso por debater as questões políticas no país, se conectando com as mais variadas opiniões, e nunca, mas nunca, sem opinião alguma.

Samuel Marques
Professor de História, pai da Beatriz e um flamenguista sem solução. Apaixonado por política, sempre estive engajado nos movimentos sociais, iniciando com o Movimento Estudantil, a minha história de militância. Atualmente, ansioso por debater as questões políticas no país, se conectando com as mais variadas opiniões, e nunca, mas nunca, sem opinião alguma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *