Artigos Brasil Comunicação Sustentável Contos Literatura Mundo Sociedade

O melhor filme brasileiro, e a busca por Cervantes!

Foto Divulgação Filme Auto da Compadecida, 2000

O melhor filme brasileiro, e Suassuna em sua eterna busca por Cervantes!

O Auto da Compadecida, é um filme de comédia, lançado em 2000, dirigido por Guel Arraes, o filme baseado na peça teatral “Auto da Compadecida”, de 1955, do escritor Ariano Suassuna. É o filme brasileiro de maior bilheteria do ano 2000, visto por dois milhões de espectadores nas salas de cinema do Brasil.

Ariano Suassuna, é um clássico Dom Quixote, com a sua bondade “quixotesca”, um dos maiores escritores brasileiros, Suassuna, a sua literatura extrapola o óbvio, na literatura de Suassuna, nós os brasileiros, somos todos heróis, de uma terra colorida, perfumada, triste e feliz, de gente traquina ( que faz traquinagem o tempo todo, como um Saci), mas de coração tranqüilo, o coração de Suassuna era um coração tranqüilo, como o coração de Dom Quixote e a destreza de Cervantes.

Suassuna , ficou mais popular com o filme Auto da Compadecida, o melhor filme brasileiro, baseado na obra literária do melhor brasileiro, Ariano Suassuna!

As fronteiras do jardim da revolução, como dizia Chico Science, foi onde Suassuna plantou a semente do povo brasileiro, a semente do erro, do acerto, da culpa e do pedido de perdão, Cervantes se aqui estivesse, amaria o brasileiro, e todos os nossos sentimentos anárquicos e as nossas estridentes emoções que explodem nos tambores e nas cores do Brasil!

O Auto da Compadecida, é a bula do brasileiro cristão, erramos e nos desculpamos aos pés de Nossa Senhora, com  a crença do perdão, seguimos errando e sorrindo, o peso da culpa para o brasileiro é leve, e de se levar uma vida leve, não é uma vida breve! É uma vida brasileira bonita.

Ariano e Cervantes, finalmente se encontraram no céu, no paraíso, que é para onde todos vamos, todos!

Ariano disse a Cervantes:

– Cervantes meu filho, seu Quixote é muito romântico, o meu João Grilo é mais bonito e sapeca, não enfrentou os moinhos de vento, mas arrebentou as portas do céu e arrebatou o coração de Nossa Senhora, mãe de Deus!

Instagram
Views All Time
Views All Time
691
Views Today
Views Today
3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *