Artigos Brasil Comunicação Sustentável

Lixo!

Instagram

Lixo, sim o seu lixo doméstico afeta o clima do planeta!

A nossa zona de conforto é o consumo. O consumo nos leva ao extremo de uma satisfação ambígua, satisfação e culpa.

Se você calcular com precisão, uma família de três pessoas, descarta vinte quilos de lixo reciclado e dez quilos de lixo orgânico, por mês.

Parece pouco mas é muito, “os rejeitos” comumente chamados, contaminam a água, isso é fato.

Uma família de três pessoas, contamina uma área equivalente um hectare por ano, é muito se levarmos em conta que um hectare demora cinco anos para se recompor em se tratando de biodiversidade e o custo para a natureza se recompor, o que a natureza utiliza para se recompor é o dobro que um ser humano precisa para viver toda a sua vida utilizando recursos naturais, parece que afirmar essa equação é diminuir a importância do humano na biodiversidade, mas uma árvore é muito mais complexa do que imagina um “vegano” de Manhattan, com suas lojinhas descoladas forradas de madeiras certificadas do Canadá.

O Brasil, comprovadamente possui em sua totalidade 30% de saneamento básico, um absurdo, se nos confrontarmos com a imensidão deste país e as demandas de água tratada, alimentação, controle de doenças e demandas sanitárias.

Cedo ou tarde, cada um de nós terá de tomar uma decisão em relação ao consumo e como lidar com o lixo domestico, essa é uma perspectiva positiva, pois não temos acesso às decisões governamentais para controle e tratamento de lixos industriais, hospitalares, de restaurantes e rejeitos da construção civil, raramente sabemos sobre as estações de tratamento de água e esgoto de nossas cidades, de onde vivemos, dificilmente haverá interesse governamental de mapear o lixo contabilizado e as ações de controle, para divulgar à população, ao menos se todos tivéssemos acesso à informações seguras talvez poderíamos sim praticar intensamente educação ambiental em nossas casa e em nossas cidades, seria o mínimo que o nosso “sistema” político poderia fazer: reconstruir o país sem poluir!

Atualmente, tenho decidido por compras inteligentes e mais eficiência no descarte do lixo da minha casa, as minhas compras inteligentes, como assim nomeei, compreende ir à feira aos domingos, compro  menos plástico nos supermercados, minha alimentação tem sido mais saudável pois optei por comer carne apenas duas vezes por semana ( eu tentei ser vegetariana, fracassei), filtro de barro, calculo o uso do meu carro, e só compro duas peças de roupas por ano. Mas foi a atenção que dei ao lixo da minha casa e da minha rua, que realmente mudou meu conceito de sustentabilidade. 

Sim, eu sou a vizinha  que reclama com o vizinho se o lixo dele não estiver devidamente embalado e assim respeitar o trabalhador da coleta de lixo, e sou aquela que vai na Prefeitura reclamar do vizinho se o terreno está sujo ou se o lixo está mal embalado e vazando.

Você não precisa ser “vegano” para salvar o mundo, já seria bom se cada um de nós estudar, pesquisar sobre mudanças climáticas e chegar a conclusão que a mudança começa em casa e agrega na comunidade, quando cobramos ações efetivas, principalmente se você paga imposto e notar que as nossas contas de água tiveram aumento de 40% em dois anos, nossos impostos de água ( se tratada for), são altos, demasiadamente altos.

Ah mais a minha latinha de ervilha vai mudar o clima? Vai sim!

Todo o lixo, o descarte, desperdício de água em casa, consumo de plásticos e consumo de combustíveis, afetam também o clima.

Nós gostamos de consumir, é do humano se satisfazer com compras, satisfaz é até saudável para o nosso dialogo com a nossa casa, com as nossas vidas os projetos de compras. Mas também é nossa função saber que somos importantes para o planeta, hoje o planeta depende de nós.

Não permita que seu neto sofra com as conseqüências do nosso lixo de hoje. Não seja egoísta, cuide do seu lixo, seja sensível ao universo domestico para ser o herói que salva o discurso e que salva o planeta.

Instagram
Views All Time
Views All Time
236
Views Today
Views Today
2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *