Artigos

Irmãos Coen

Instagram

Irmãos Coen

Ethan e Jesse,  são incríveis.  Os filmes  são irretocáveis.

As mulheres adoram filmes fortes e ambientados  na temática Faroeste/ Velho Oeste, e as mulheres que sempre aparecem como um atlas geográfico, nos filmes dos irmãos Coen, porque as mulheres nos filmes dos irmãos Coen, não são subtraídas aos padrões daquelas de capa de revista, são mulheres quase reais, que até se parecem com as mulheres da sua família! Sim, porque todos temos mulheres intensas e inteligentes em nossas famílias e em nossas vidas!

O filme, Onde Os Fracos Não Tem vez, 2008 (nome dado no Brasil), aparecem poucas mulheres mas decidem e dão ao roteiro do filme a legitimidade, de personagens tão complexos.

A sustentabilidade também é uma questão de fazer algo que permeie uma nova perspectiva de reflexão na vida, e os Coen sabem disso. Os irmãos sabem fazer filmes de sustentabilidade quase filosófica, eles são eficazes e certeiros, descartam todas as possibilidades do tédio hollywoodiano, eles são imitados o tempo todo, mas o medíocre da imitação é sempre a narrativa arrogante da cópia, eles não se preocupam muito com isso, porque eles mesmo se auto plagiaram em diversos filmes, uma fórmula que dá certo com os irmãos Coen, afinal é uma dupla e por isto faz todo sentido!

As vezes você fala com as pessoas que existe Sustentabilidade no cinema, as pessoas não entendem, o conceito de sustentabilidade é tão limitado que as pessoas pensam que sustentabilidade é separar o lixo e economizar água, não, sustentabilidade também é uma maneira de reverberar arte e cultura, um povo sustentável, basicamente é culto e teve acesso à educação minimamente de qualidade, é essa equação da Sustentabilidade: educação e cultura!

Os Coen, são muito parecidos com Truffaut, é um modo de fazer cinema ousado e rápido, mesmo que cada personagem seja milimetricamente pensado, o que deve tirar o sono de Tarantino, que é cansativo com seus diálogos longuíssimos quase eternos, alegórico e quase circense, Tarantino é muito fiel aquela linguagem débil da MTV, nervoso e mimado, sempre machista, racista e classista, o que ele tem de especial é a sorte de uma equipe fixa, e de atores extraordinários, mas de resto ele copia todo mundo.

Pra fazer cinema tem que ser simples e ter uma sofisticação natural, humildade para receber e doar aos atores aquilo que teu cérebro preserva secretamente, inteligência.

Onde os fracos não tem vez, é na arte cinematográfica! Onde os fortes são sensíveis, amistosos, humildes e receptivos!

Views All Time
Views All Time
174
Views Today
Views Today
1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *