Por Sarah Tempesta

Professor, profissão “resistência”!
Aos alunos com carinho, sempre. Os alunos são o nosso maior patrimônio em nossa profissão. Os professores se propõem a fazer tudo de melhor intelectualmente, filosoficamente e politicamente para as escolas e alunos. Estudamos e nos preparamos para nos superar enquanto profissionais nas salas de aula, a nossa pseudo ambição profissional é de sermos multiplicadores de saberes e preparar intelectualmente os alunos para a inserção em uma sociedade que por vezes é injusta, e temos como missão fazer com que as aulas, a escola e como professores sejamos justos para que os alunos consigam entender que terão seu lugar no mundo, num mundo mais justo, igualitário e democrático!
A elite brasileira desconstrói a importância dos professores e isso sempre ocorreu, essa desconstrução tem um motivo muito especifico das elites, a massificação e institucionalização de continuidade de uma sociedade ignorante (que ignora os fatos) e sem acesso a cultura. A cultura é fundamental na formação do indivíduo. A cultura é um direito e um instrumento para a perpetuação de uma sociedade democrática, justa e com liberdade de escolhas.
Os professores das redes publicas de ensino se deparam com materiais didáticos atrasados e pouco aprofundados para preparar uma aula, enquanto uma escola privada e de muitos recursos disponibiliza aos seus professores materiais de excelente qualidade e de padrão pedagógico muito eficaz, assim os alunos das escolas privadas conseguem estudar com mais “segurança”, e são esses que ingressam nas boas instituições universitárias publicas, o que é uma contradição. Para nós professores, os alunos das escolas publicas seriam prioritariamente os que ingressariam nas Universidades publicas.
Muitos alunos de escolas publicas conseguem com muito esforço, muito estudo ingressar nas Universidades publicas. Mesmo os professores com seus salários rasos, material didático defasado e a preocupação diária com os alunos, os professores das escolas publicas do Brasil são verdadeiros heróis, nunca desistem, estão sempre em luta pelo ensino de qualidade, por melhores condições de infra estrutura nas escolas, por merenda de qualidade aos alunos, por mais cursos de capacitação constante aos Professores e por maior integração das comunidades onde as escolas estão!
Precisamos pensar as escolas, pensar a condição dos alunos. Por mais que este tema sempre venha a tona, é tempo de mudança e a afirmação e concretização de direitos para a formação de alunos intelectualmente e socialmente preparados para o “mercado” de trabalho, e assim que eles sejam os construtores de uma sociedade mais saudável nas relações humanas e democráticas!
Professor, profissão resistência! Sim resistiremos a tudo, pela nossa profissão, pelos nossos alunos e pelo nosso pais!

Views All Time
Views All Time
121
Views Today
Views Today
1



Posts relacionados

É dezembro mas parece o inverno de 1992!

FAMÍLIA BOLSONARO E O ASSESSOR DE 1 MILHÃO DE RAIS.

A técnica do copo com água

Educação e Sustentabilidade!

Onde está The Book?

As mulheres não são coniventes